Choro

Choro

Choro, porque vejo que em meu peito
se estreitam emoções que não posso conter.
Sofro. Nascida assim poeta,
não saberia jamais como não sofrer.

Amo. Um amor louco, doído,
tresloucado, renegado e tantas vezes
abafado pelos meus gemidos.

Choro. Porque ainda tenho direito a lágrimas.
Pois dos meus sentimentos fui furtada,
desde que te quis nem sei porquê.
Sofro. Por dúvidas, por saudades e por distância.

E me afasto sem querer. E permaneço.
Silêncio! Para sempre silêncio em meu ser.
Porque sofro o necessário pelo um bem maior,
que é saber que sem mim estarás bem melhor.

E por isso, eu às vezes choro.

©Por Lilly Araújo-07/05/2011 – Direitos Autorais Reservados.

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Anúncios

About lillyaraujo13

Bióloga. Poeta. Amante de Deus, das crianças, das pessoas de boa fé e dos animais.

Posted on 7 de Maio de 2011, in Poemas de Lilly and tagged , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Obrigada por comentar!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: