Lembranças Simples

Lembranças Simples

Eu me lembro do seu sorriso,
eram sempre risadas escancaradas ofendendo
o pudor dos recatados
e espantando o solitário silêncio
entre os meus olhos tão oprimidos.

Eu me lembro sem censura,
dos seus gritos, de suas rugas,
do “moleque doido” que sempre habitará em ti.
Dos bombons entregues às vezes fortuitamente.

Lembro dos sorrisos que eu dava,
correndo atrás dos patos,
e que viravam poesia nas tuas mãos…
No tempo em que tudo era proibido,
te amar ou não.

Eu me lembro que sempre te amei,
de um modo que nem sempre se quer ou se espera,
mas talvez do modo que mais dure.
Pois dura toda uma eternidade!

E eu lembrarei sempre, o porquê dos cavalos-marinhos
na praia do Renato Russo:
É porque eles têm a alma como a nossa.
Imprudente. Inconsequente. Passional.

E de curtir lembranças simples
como estas de agora,
me dou conta o quanto a vida é muito mais
complicada do que desejamos,
e mesmo assim, nós apenas continuamos…

© Por Lilly Araújo – 12/07/2011 – Direitos Autorais Reservados.

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Anúncios

About lillyaraujo13

Bióloga. Poeta. Amante de Deus, das crianças, das pessoas de boa fé e dos animais.

Posted on 14 de Julho de 2011, in Poemas de Lilly and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Obrigada por comentar!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: