Descobertas

Descobertas

 

Descobri que posso escrever desenfreadamente,
mas a saudade não passa,
e não vai passar até que você retorne
e me aconchegue no seu peito novamente.

Descobri que eu te amo,
e que esse amor sempre existiu,
desde o primeiro dia, e o primeiro olhar.
A vida tentou, mas não conseguiu complicar.

Descobri que estou presa,
e que posso lutar o quanto quiser,
pois estou presa sem algemas e sem correntes,
apenas pelo coração sentimental de uma pobre mulher.

Descobri que sou ISTO em que me transformei,
sou o “depois de ti”, e antes disso nem sei.
Porque faltava o amor chegar,
e quando você chegou, eu me entreguei.

© Por Lilly Araújo

Anúncios

About lillyaraujo13

Bióloga. Poeta. Amante de Deus, das crianças, das pessoas de boa fé e dos animais.

Posted on 3 de Dezembro de 2011, in Poemas de Lilly, Publicados em Antologias and tagged , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Obrigada por comentar!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: