Qualquer paladar

Qualquer Paladar

Não sou para um paladar tímido.
Sou pimenta ardida,
sapeca, moleca, rendida.

Não sou para qualquer paladar.
Sou doce, dócil,
profunda, marcante,
mulher, menina,
e às vezes viril.
Feita de sonhos e para se sonhar.

Não sou para qualquer um paladar,
porque se me provas,
e se gostas, eu também quero bis.
E me lambuzo, e abuso,
e me converto em ser feliz.

Lilly Araújo

Anúncios

About lillyaraujo13

Bióloga. Poeta. Amante de Deus, das crianças, das pessoas de boa fé e dos animais.

Posted on 25 de Novembro de 2014, in Poemas de Lilly and tagged . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

  1. Adorei este. Sucinto, picante e revelador.

Obrigada por comentar!!!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: