Category Archives: Publicados em Antologias

Infância I

Infância I

Quem me dera da vida de criança,
carregar na memória indeléveis lembranças.
Lembranças do Atari com fitas empoeiradas
que nunca pude ganhar,
lembranças da bicicleta estragada voltando
da oficina
novinha, novinha.
E de um natal ao lado do meu pai.

Lembranças que nunca terei,
exceto no meu mundo imaginário,
onde sou o que quiser,
e posso não apenas correr saltitante
pelas ruas e além,
mas posso voar também.

As lembranças que trago pulsantes,
vivas, e ininterruptas,
que escancaram as cortinas do meu peito
com brilho de raios solares tênues e amarelados,
penetrando o profundo da alma, espantam
a amargura de dias passados-frustrados.

Nesse mundo criado por mim,
do imaginário,
onde sou o faz-de-conta daquilo
que realmente me retrata.
Posso ser o heterônimo que inventei,
e viver toda a infância que sonhei.

© Lilly Araújo-11/01/2012

Classsificada para Antologia do Poesias Encantadas IV

juntamente com o poema: POESIA

Anúncios

Fotopoema Envelhecer

Fotopoema Réptil

Fotopoema O Sofá

Descobertas

Descobertas

 

Descobri que posso escrever desenfreadamente,
mas a saudade não passa,
e não vai passar até que você retorne
e me aconchegue no seu peito novamente.

Descobri que eu te amo,
e que esse amor sempre existiu,
desde o primeiro dia, e o primeiro olhar.
A vida tentou, mas não conseguiu complicar.

Descobri que estou presa,
e que posso lutar o quanto quiser,
pois estou presa sem algemas e sem correntes,
apenas pelo coração sentimental de uma pobre mulher.

Descobri que sou ISTO em que me transformei,
sou o “depois de ti”, e antes disso nem sei.
Porque faltava o amor chegar,
e quando você chegou, eu me entreguei.

© Por Lilly Araújo