Arquivos de sites

Sem sal

maxresdefault

  “Recusa de imediato o namoro insípido, porque não há sal que dê jeito em afetos falidos.”

[Trecho do texto: “Onde não puderes amar, não te demores”. Por Graça Yaguti]

Não quero sal na minha carne.
Não quero nada que tente conservar,
preservar, protelar
o paladar imediato.

Quero carne fresca,
pulsando vida,
sangrando pelas nervuras,
arrepiando-me a pele.

Quero aquilo que eu prove
por prazer, por querer,
por desejar e não me conter.

Não quero
nada forçado,
arrombado,
estuprado…
Nada de cumprir a cartilha…

Quero provar apenas
aquilo me dê água na boca,
que me salive,
e que escorra por todas
as minhas curvas.

Quero água límpida
nunca TURVA!

Não quero sal na minha carne,
quero o tempero do prazer,
a frescura que se colhe
em cada manhã,
no orvalho pousado na relva.

Quero um amor de carne
e sangue a correr,
desses que se prova
com vontade de morrer.

Lilly Araújo 27/11/14

Anúncios

Curta e Grossa

Curta e grossa

Vou ser curta e grossa.
Eu ando fingindo essa calma toda pra você,
eu sorrio e aceno com a cabeça que está tudo bem,
mas pra ser sincera, não está nada bem.

Vê se consegue me sentir!
Eu estou correndo contra mim ,
esperando sem saber o que, ou porquê,
e pra ser curta e grossa, isso tudo é um saco!

Te querer, e nem conseguir esconder,
não saber brincar de esconde-esconde.
Eu até já fui boa nisso,
mas só quando era criança…
Não no amor.
No amor: – nunca!

Pra ser curta e grossa,
eu digo que está tudo bem,
que você não me deve nada,
que sou adulta e vacinada,
mas a verdade é que não há vacina
pra esse bicho da paixão.

E pra ser curta e grossa,
eu tô com vontade da sua mão,
com saudade de gemer,
e com medo do não.

Lilly Araújo